O sossego de Pessoa | 8

Tão certo é que todos os caminhos levam à verdade, se nunca esquecemos que é para a verdade que queremos ir!
António Mora
Anúncios

O sossego de Pessoa | 7

Não meu, não meu é quanto escrevo,

A quem o devo?

De quem sou o arauto nado? Continuar a ler

O Sossego de Pessoa | 6

Jamais houve alma mais amante ou terna do que a minha, alma mais repleta de bondade, de compaixão, de tudo o que é ternura e amor.

Fernando Pessoa

O Sossego de Pessoa | 4

Eis mais uma afirmação do António Mora, o autor fictício pelo qual Pessoa tentou explicitar as suas reflexões mais filosóficas: Continuar a ler

O Sossego de Pessoa | 3

Interessantes reflexões sobre ciência e religião podem ser encontradas na escrita do quase-heterónimo António Mora, o filósofo inventado por Pessoa. Eis uma passagem da sua obra, acerca da função transformadora da religião: Continuar a ler

O Sossego de Pessoa | 2

Passaram poucos meses da publicação da obra completa de Álvaro de Campos, o heterónimo engenheiro de Fernando Pessoa, nascido em Tavira. Eis um dos seus poemas a meu ver mais lindos e luminosos. Continuar a ler

O Sossego de Pessoa | 1

Estreia hoje a seção intitulada O Sossego de Pessoa, dedicada a apresentar, sob forma de antologia livre e aberta, escritos em que o poeta expressa a sua vertente mais luminosa, espiritual, feliz. Continuar a ler