Artigo sobre «elemento arabe» nos ismos de Fernando Pessoa

Saiu o volume de actas: Nietzsche, Pessoa e Freud. Colóquio Internacional, que inclui o artigo «Notas sobre a presença do “elemento arabe” nos ismos de Fernando Pessoa», por Fabrizio Boscaglia. O livro é organizado por Paulo Borges, Cláudia Souza e Nuno Ribeiro, sendo publicado pelo Centro de Filosofia da Universidade de Lisboa.

Resumo

O objectivo deste estudo é contribuir para a indagação da presença arábico-islâmica na obra e no pensamento estético, filosófico e religioso de Fernando Pessoa. Pretende-se sobretudo dar atenção a alguns textos de António Mora que identificam o «elemento arabe» como uma das raízes de dois entre os principais ismos criados por Pessoa, o sensacionismoe o neo-paganismo, no contexto de um interesse geral de Pessoa pela presença arábico-islâmica na cultura europeia, ibérica e portuguesa.
Pretende-se além disso proporcionar ao leitor algumas ideias para melhor poder contextualizar a presença arábico-islâmica no pensamento pessoano de um ponto de vista biobibliográfico, cultural e civilizacional.
 
Anúncios