Imprensa

Nesta página, encontram-se as referências de imprensa, a partir da mais recente, divididas em duas categorias de menções ao meu trabalho: 1) académico; 2) no turismo cultural; 3) enquanto autor de poemas.

Se conheceres mais alguma notícia ou conteúdo que ainda não se encontre aqui, por favor, agradeço que mo assinales via correio eletrónico (fabrizio@fabrizioboscaglia.com).

1) Sobre trabalho académico e cultural

Imprensa internacional

Deutschlandfunk (Alemanha)

Reportagem sobre Islão em Portugal, que contém entrevista comigo sobre a presença e a representação do Islão em Portugal, conduzida pela jornalista Christina Weise, na rádio nacional alemã Deutschlandfunk (Deutschlandradio).

«Keine Ghettos – der Islam in Portugal» (Christina Weise, 4 ago. ’22)

Cassandra Voices (Irlanda)

«Fabrizio Boscaglia […] brings to light Pessoa’s engagement with Islamic philosophy and its impact on his writing. Boscaglia draws attention to Pessoa’s interest in the philosophical thought of Omar Khayyām, through Edward Fitzgerald’s translations, and the possible connections of Sufism in Pessoa’s poetry. Boscaglia also demonstrates how Pessoa’s makes several references to the Islamic civilization as the keeper, interpreter and transmitter of Greek culture between the Middle Ages and the Renaissnance.»

«And the Word was Made Flesh» (Brendan O’Donoghue, 24 mai. ’22)

Lisboète (França)

«”La revue Orpheu, que Fernando Pessoa fonde, parmi d’autres écrivains portugais modernistes, est selon lui l’héritière de la culture arabo-islamique. Tout comme sa vision du V Império, celle d’une humanité tolérante, où il y a une intersection entre cultures”, explique Fabrizio Boscaglia, auteur d’une thèse de doctorat sur le sujet.»

«Pour Pessoa, “l’âme arabe est le fond de l’âme portugaise”» (Mélanie Pereira, jul. ’21)

História Islâmica (Brasil)

Entrevista vídeo realizada ao vivo pelo blogue História Islâmica, sobre a presença do Islão na cultura portuguesa, especialmente em Fernando Pessoa. Contém, na parte final, perguntas e respostas por público maioritariamente do Brasil.

«O Islã na poesia de Fernando Pessoa» (Victor Peixoto, 15 jan ’21)

La Nacion (Argentina)

«de acuerdo con […] Fabrizio Boscaglia […] Pessoa tradujo 42 poemas del libro [Rubaiyat] para una antología que intentó publicar infructuosamente y escribió 172 cuartetos bajo la influencia de Jayam-FitzGerald»

«La casa de Pessoa» (Felipe Sánchez, 12 set. ’20)

El País (Espanha)

«El escritor [i.e., Pessoa] conoció los cuartetos en un ensayo sobre poesía persa de Emerson (incluido en Works of Ralph Waldo Emerson, un tomo encuadernado en tela roja ya desvaída y letras doradas de 1902 también expuesto en el museo), de acuerdo con un ensayo del experto Fabrizio Boscaglia.»

«Fernando Pessoa abre las puertas de su biblioteca de par en par» (Felipe Sánchez, 1 set. ’20)

Al-Jazeera (Qatar)

«[…] poets such as al-Mu’tamid, the last Muslim ruler of Seville and one of the most celebrated Andalusian poets, are coming to be known as “local” poets. This year, an exhibition held in Lisbon at the National Library celebrates the work of both Alves and al-Mutamid.»

«The Portuguese rediscovering their country’s Muslim past» (Marta Vidal, 10 jun. ’20)

RadioOhm (Itália)

Duas intervenções no programa rádio «Pompelmo Blues», conduzido pelo cantautor italiano Gianluca Conte. Com referências à obra de Fernando Pessoa, a partir do minuto 16 (30 mai.) e do minuto 20 (6 jun.).

«Pompelmo Blues» (Gianluca Conte, 30 mai. e 6 jun. ’20)

Al-Bawaba (Jordánia)

«Research focused on the influence of Islam in Portuguese literature conducted by the scholar Fabrizio Boscaglia showed that Pessoa wrote about his admiration for Islamic civilisation, stressing Portugal’s cultural debt to al-Andalus.»

«Islam is in the soul of Portugal» (Marta Vidal, 17 jun. ’19)

The New Arab (Reino Unido)

«the scholar Fabrizio Boscaglia showed that Pessoa wrote about his admiration for Islamic civilisation»

«Islamic traces in Portugal’s past» (Marta Vidal, 13 jun. ’19)

Radio Banda Larga (Itália)

Entrevista sobre temas relacionados com a presença do Islão na cultura portuguesa, nomeadamente nos escritos de Fernando Pessoa, realizada no contexto do programa Flagrante Delitro da rádio italiana Banda Larga.

«Flagrante Delitro – Intervista a Fabrizio Boscaglia» (Mariateresa Nuzzi e Andrea Ragusa, 11 jul. ’18)

The Independent (Reino Unido)

«Thanks to the work of Italian scholar Fabrizio Boscaglia and Brazilian researcher Marcia Feitosa, we find Pessoa espousing “our [Portuguese] great Arab tradition – of tolerance and free civilisation. […]”»

«There’s a reason why anti-Muslim ideology hasn’t found a home in Portugal» (Robert Fisk, 22 fev. ’18; tradução italiana aqui)

Euronews (União Europeia)

«Boscaglia, um italiano de Turim, revela que “Fernando Pessoa interessou-se pelo Islão, pelo Al-andalus, pela poesia persa, e escreveu sobre estas matérias. Leu textos da mística islâmica. Na sua obra há um reconhecimento de aspetos do Islão e da civilização islâmica dentro do melhor da tradição sapiencial e cultural da humanidade.”»

«Islâmico de Mértola, um Festival de descoberta e tolerância» (Luís Guita, 22 mai. ’17)

Piadero (Irão)

Entrevista na revista literária iraniana Piadero, realizada pelo investigador persa Amir Farrokh Payam. Tema da conversa é o interesse de Fernando Pessoa pelo poeta e filosofo Omar Khayyam bem como pela cultura islâmica.

«[Fernando Pessoa e o Islão: entrevista com Fabrizio Boscaglia]» (Amir Farrokh Payam, 21 dez. ’15)

TRS Radio (Itália)

«”Dia triunfal”: 8 marzo 1914. Sulla scena letteraria di Fernando Pessoa compaiono gli eteronimi, autori fittizi attraverso i quali Pessoa scrisse la sua opera e costruì il proprio mito. Cent’anni dopo, l’8 marzo 2014, la conversazione con Fabrizio Boscaglia indaga sulla scrittura e sul pensiero del poeta portoghese.»

«Il posto delle parole – Conversazione con Fabrizio Boscaglia» (Livio Partiti, mar. ’14)

Corriere della Sera – La Lettura (Itália)

«Affiorano temi originali e sorprendenti, come la presenza arabo-islamica nel pensiero del grande portoghese. Ci lavora in particolare Fabrizio Boscaglia, torinese, colto saggista e ricercatore presso il centro di Filosofia dell’Università di Lisbona»

«Uno nessuno 136 Pessoa» (Marzio Breda, 2 mar. ’14)

LaVanguardia (Espanha)

«Además, no se trata apenas de la presencia musulmana sino de que esta presencia supuso la recuperación del fondo neopagano que permanecía en el cristianismo peninsular y que pudo emerger mejor de la mano del arabismo. Fabrizio Boscaglia ha recuperado en sus trabajos la esencialidad de esta cuestión.»

«Pessoa, el iberismo y el independentismo catalán» (Diego Giménez, Pablo Javier Pérez López, 24 nov. ’12)

Imprensa nacional

Rádio Movimento PT Online

Entrevista em vídeo sobre Fernando Pessoa e Omar Khayyam, no «Programa do Desassossego», dedicado a celebrar os quarenta anos da primeira edição formal do «Livro do Desassossego» de Fernando Pessoa. Conduzida por Ricardo Belo de Morais, a entrevista aborda a presença e o eco do poeta e intelectual persa na obra pessoana, em particular no «Livro do Desassossego».

«Programa do Desassossego» (Ricardo Belo de Morais, 22 mar. ’22)

Setenta e Quatro

«“Por um lado, Portugal forma-se no contexto das cruzadas e da chamada Reconquista. Mas ao mesmo tempo, os muçulmanos vivem durante séculos em Portugal, contribuem para a formação da língua, da história, da arquitetura e cultura do país. A identidade nacional tem, a nível cultural, esta ambivalência”, diz Fabrizio Boscaglia ao Setenta e Quatro

«O ódio à janela: a islamofobia em Portugal» (Marta Vidal, 28 jan. ’22)

JornalismoPortoNet (JPN)

«[…] revista literária árabe “al-Ḥawza al-Šaʻriyah” (“O Âmbito Poético”) publicou um artigo de Fabrizio Boscaglia, traduzido em língua árabe, sobre “Fernando Pessoa e a cultura arábico-islâmica”. Trata-se da primeira publicação em árabe sobre esta vertente da obra de Pessoa.»

«Da lírica aos simbolismos. O “desafio enorme” de traduzir ‘Os Lusíadas’ e ‘A Mensagem’ para árabe» (Tiago Serra Cunha, 14 jan. ’22)

Grito Rural

«Uma manhã rica de conhecimento conduzida pelo prof. Fabrizio Boscaglia da Universidade Lusófona. Uma lição sobre o Islão, da qual retiramos que afinal são mais as coisas que nos aproximam do que as que nos afastam; que a espiritualidade se pode buscar e trabalhar a partir de qualquer ponto ou crença; Deus é Amor; fonte inesgotável de compaixão por todas as suas criaturas.»

«Semana de Estudos na Casa do Oeste» (Alda Vicente, out. ’21)

Jornal de Negócios

«Fabrizio Boscaglia refere ainda que houve várias muçulmanas que se destacaram na ciência e na cultura. Uma tem uma relação indireta com a História de Portugal – Maryam al-Asturlâbiyya. Esta cientista síria do século X, desenvolveu o astrolábio, um instrumento que foi muito importante para os Descobrimentos.»

«Afinal, o Islão trata mal as mulheres?» (Filipa Lino, 10 set. ’21)

7 Margens

«Coordenado por Fabrizio Boscaglia, responsável da Linha de Investigação Herança e Espiritualidade Islâmica, na Área de Ciência das Religiões da Universidade Lusófona, o Seminário [Permanente de Estudos Islâmicos] pretende também dar espaço a jovens investigadores.»

«Ibn Khamīs de Évora, um dos pensadores muçulmanos mais importantes do al-Andalus, e outros estudos islâmicos» (7 Margens, 27 abr. ’21)

RTP2

Reportagem televisiva sobre as exposições dedicadas a Al-Mu’tamid e Adalberto Alves, a decorrer na Biblioteca Nacional de Portugal, cujos comissários são Fabrizio Boscaglia, Maria João Cantinho e Hugo Maia.

«A fé dos homens – Exposições na BNP» (Ana de Frias, 19 mar. ’20)

Diário do Alentejo

«A sessão, numa sala que foi pequena para as mais de 150 presenças, foi dinamizada e dirigida por Fabrizio Boscaglia, por Maria João Cantinho e por Hugo Maia, centrando-se na importância da obra de Adalberto Alves, enquanto poeta, tradutor e investigador.»

«Adalberto Alves, 40 anos de vida literária» (Santiago Macias, 7 fev. ’20)

Público

«A Biblioteca Nacional de Portugal (BNP), em Lisboa, inaugura […] duas mostras que se interligam, uma celebrativa dos 40 anos de vida literária de Adalberto Alves e outra sobre o poeta árabe Al-Mu’tamid, que Alves traduziu e divulgou. Ambas as exposições […] são comissariadas por Fabrizio Boscaglia, Maria João Cantinho e Hugo Maia»

«Exposições na Biblioteca Nacional sobre Al-Mu’tamid e Adalberto Alves» (Lusa, 27 jan. «20)

RTP2

Vídeo-reportagem realizada na Biblioteca Nacional de Portugal, sobre o projeto interistitucional de investigação «Património Islâmico em Portugal» sediado na Universidade Lusófona e coordenado por Fabrizio Boscaglia.

«A fé dos homens – Património islâmico em Portugal» (Ana de Frias, 12 dez. ’19)

RTP2

Reportagem televisiva sobre a exposição «Coexistência(s) – Lisboa Plural (1147-1910)», realizada no Museu de Lisboa – Palácio Pimenta, pela curadoria de Paulo Almeida Fernandes e Ana Paula Antunes. A reportagem conta com a participação desta assim como de Fabrizio Boscaglia.

«A fé dos homens – Exposição Lisboa Plural (Ana de Frias, 27 jun., 3 jul. e 31 jul. 19)

RTP2

Entrevista no contexto da reportagem televisiva sobre o evento «Islam Today and Intercultural Dialogue», decorrido na Universidade Lusófona, com a presença de oradores entre os quais Mostafa el Feki (Diretor da Nova Biblioteca de Alexandria, Egito).

«A fé dos homens – Islam today» (Ana de Frias, 7 fev. ’19)

Rádio Movimento PT

Entrevista sobre a presença arábico-islâmica na obra de Fernando Pessoa, realizada pelo jornalista e escritor Ricardo Belo de Morais, no contexto da Maratona Fernando Pessoa transmitida pela Rádio Movimento PT.

«Maratona Fernando Pessoa – 2018» (Ricardo Belo de Morais, 1 jun. ’18)

TV Amadora

«”O Mundo na Amadora” é o nome do ciclo de debates promovidos pela Universidade Lusófona com a autarquia da Amadora. Veja aqui a reportagem sobre o primeiro debate desta iniciativa.». Com a participação de Catarina Marcelino, Fabrizio Boscaglia, Jennifer McGarrigle e Pe. Carlos Jorge.

«Amadora reflete sobre diversidade religiosa» (26 fev. ’18)

Rádio Pax

«O orador Fabrizio Boscaglia falou para uma sala cheia sobre vários nomes da literatura nacional e a forma como o Islão está presente nas suas obras. Almeida Garret, Alexandre Herculano, Florbela Espanca e Fernando Pessoa foram alguns dos nomes grandes da literatura abordados.»

«”Islão na literatura” enche Salão Nobre da Câmara de Mértola» (20 mai. ’17)

Rádio Voz de Alenquer

«Porque razão um italiano se interessou tanto por Portugal e pelo nosso Fernando Pessoa? A resposta a esta e outras perguntas nesta entrevista…»

«Mais do que palavras – Fabrizio Boscaglia, um italiano rendido a Portugal» (Margarida Gaspar, 4 mar. ’17)

Observador

«Para Fabrizio Boscaglia, Pessoa e Nietzsche são “autores e obras que dialogam e que nos podem ajudar a perceber como os intelectuais europeus abordaram o Islão entre finais do século XIX e inícios do século XX»

«Nietzsche e Pessoa juntos num livro só» (Rita Cipriano, 27 fev. ’16)

Diário de Notícias

«O italiano Fabrizio Boscaglia, por seu turno, investigou a presença árabe-islâmica na obra múltipla de Fernando Pessoa, abrindo novas vias para a compreensão desse nosso pensador e poeta maior.»

«Europa com Alma» (Viriato Soromenho Marques, 15 abr. ’15)

Des(a)fiando a Língua

«Fabrizio Boscaglia, investigador italiano, especialista em Fernando Pessoa, foi
convidado pelo Colégio de São Gonçalo para fazer uma palestra aos alunos de 12º
ano […]. No final, […] acedeu a responder a algumas perguntas.»

«Fernando Pessoa “Nascimento dos heterónimos” (Colégio S. Gonçalo, Amarante 2014)

Jornal de Letras

Destaque intitulado «O Poeta e a Cultura Árabe Islâmica», no JL, sobre a comunicação de Fabrizio Boscaglia no Congresso Internacional Fernando Pessoa organizado pela Casa Fernando Pessoa.

«Novas abordagens» (27 nov. – 10 dez. ’13)

Blog Um Fernando Pessoa

«Se me pedissem uma palavra para definir este opúsculo de Boscaglia eu diria: provocador (no sentido de thought provoking). Boscaglia podia ter-se resumido a falar de Omar Khayyām e dos Rubayat de Pessoa, mas felizmente vai muito mais longe e é muito mais corajoso na sua escrita.»

«Uma apreciação crítica» (Nuno Hipólito, 14 jan. ’13; outras apreciações críticas de obras minhas, no mesmo blog, encontram-se aqui)

Blog Um Fernando Pessoa

«Abordar o tema do “esoterismo” em Fernando Pessoa não é simples. Acho que quem trabalhar este argumento teria sempre que distinguir os conceitos de esoterismo e deocultismo  – conceitos que Pessoa parece  globalmente utilizar como sinónimos, embora não o sejam  – e ainda de espiritual, espiritualista e psíquico.»

«Entrevista com Fabrizio Boscaglia» (Nuno Hipólito, dez. 2012)

2) Sobre turismo literário

Imprensa internacional

Travel Well Fly Safe (EUA)

«I was introduced to Fernando Pessoa through the eyes of someone who’s passion and enthusiasm for his writing had led him to this path.»

«Finding Fernando Pessoa in Lisbon, Portugal» (JAZ, 26 out. ’16)

Vivere Lisbona – Zingarate (Itália)

«Noi che viviamo Lisbona ci siamo chiesti: «come avrà vissuto Fernando Pessoa la sua Lisbona? Su quale parte della calçada si muovevano i suoi passi? Quali erano le sue abitudini?». Per scoprirlo ho deciso di prendere parte ad un Passeio literário (Passeggiata letteraria).»

«A braccetto con Fernando Pessoa: la sua Lisbona» (Maria Grazia Berretta, 23 nov. ’14)

Valor Económico (Brasil)

Artigo do jornalista brasileiro Ricardo Viel sobre a visita guiada literária “Lisboa com Fernando Pessoa”, concebida e realizada por Fabrizio Boscaglia, com base em pesquisa académica, no contexto da Lisboa Autêntica.

«Uma Lisboa bem pessoal» (Ricardo Viel, 12 jul. ’13)

Saraiva Conteúdo (Brasil)

«A equipe do Saraiva Conteúdo conversou com três especialistas – Jerónimo Pizarro, estudioso e um dos responsáveis pelos volumes da coleção Edição Crítica de Fernando Pessoa (Imprensa Nacional – Casa da Moeda); Fabrizio Boscaglia, pesquisador pessoano e guia do passeio temático “Lisboa com Fernando Pessoa”, da Lisboa Autêntica; e João Correia Filho, autor de Lisboa em Pessoa (Editora Leya) – para listar dez lugares lisboetas que ainda guardam marcas do poeta.»

«Dez lugares marcantes na vida de Fernando Pessoa em Lisboa» (Priscila Roque, 13 jun. ’13)

Imprensa nacional

Publituris Hotelaria

«Seja ou não subcategoria do turismo cultural, patrimonial ou criativo, o turismo literário tem na literatura a sua causa, o seu legado mais importante, que gera uma experiência autêntica, marcante.»

«Turismo literário: a palavra enquanto viagem» (Fabrizio Boscaglia, 16 ago. ’22)

Jornal de Negócios

«Fabrizio define o turismo literário como sendo mais “aprofundado, pausado, de maior qualidade e ligado à experiência”. Quem procura estes produtos turísticos “deixa-se conduzir”.»

«Conhecer Portugal à boleia dos livros» (Filipa Lino, 15 jul. ’22)

Publituris Hotelaria

«Por ambicionar ser “muito mais que um hotel”, o Lisboa Pessoa Hotel imerge os hóspedes na experiência pessoana […]. A experiência estende-se para a rua através da visita “A Lisboa de Pessoa”, um percurso a pé pela cidade do escritor, orientada por um especialista pessoano, Fabrizio Boscaglia.»

«Hotéis literários como refúgio e combate à sazonalidade» (Carla Nunes, 6 jul. ’22)

Rádio Movimento PT

Entrevista sobre Fernando Pessoa e o turismo literário, realizada pelo jornalista e escritor Ricardo Belo de Morais, no contexto da Maratona Fernando Pessoa transmitida pela Rádio Movimento PT.

«Maratona Fernando Pessoa – 2018» (Ricardo Belo de Morais, 13 jun. ’19)

Destinos

«A Lisboa de Fernando Pessoa é dada a conhecer por Fabrizio Boscaglia, um italiano que veio viver para Portugal para estudar a vida e a obra de Pessoa e é hoje um dos jovens académicos pessoanos cujas pesquisas mais interesse têm suscitado.»

«A Lisboa de Fernando Pessoa» (Sofia Soares Carraca, dez. ’18)

Ambitur

«No ano em que se celebram os 130 anos desde o nascimento de Fernando Pessoa, o Lisboa Pessoa Hotel assinalou os seus primeiros dois anos de atividade com um evento inspirado no poeta e pensador. “Abrindo o Lisboa Pessoa Hotel à cidade de Lisboa”, Fabrizio Boscagalia, académico pessoano, ofereceu aos presentes, num “Roteiro Pessoano Exclusivo”, uma experiência “cultural/ literária original e autêntica”».

«Desde Lisboa de Pessoa ao Romantismo de Coimbra» (Cristiana Macedo e Rita Inácio, 26 nov. ’18)

Escola Superior de Comunicação Social

Reportagem vídeo realizada por Margarida Gaspar no contexto da Escola Superior de Comunicação Social (ESCS) de Lisboa, sobre a Lisboa de Fernando Pessoa, contém entrevista com Fabrizio Boscaglia.

«Lisboa de Fernando Pessoa» (Margarida Gaspar, 13 jul. ’17)

Visão

«[…] Airbnb, a mais popular plataforma online de arrendamento de curto prazo […] acrescenta ao aluguer de casas a possibilidade de reservar Experiências concebidas e guiadas por especialistas locais. Em Lisboa, há mais de vinte programas disponíveis. Explorar os lugares de Fernando Pessoa, descobrir o legado africano da cidade ou aprender a amanhar peixe são algumas das possibilidades.»

«Airbnb: “Durante a crise, ajudámos muitas pessoas a salvarem as suas casas”» (Vânia Maia, 12 ago. ’17)

Observador

«Era também na Baixa que estavam alguns dos mais emblemáticos cafés lisboetas, sem os quais provavelmente não teria existido Orpheu. Fabrizio Boscaglia, investigador e autor do projeto de visitas guiadas “Lisboa com Fernando Pessoa”, explicou ao Observador que era nestes “cafés históricos e ‘literários’” que o grupo se reunia.»

«Dex lugares para lembrar “Orpheu”» (Rita Cipriano, 25 mar. ’15)

Jornal de Notícias

«Fabrizio Boscaglia, “uma pessoa com muita paixão e conhecimento de Pessoa”. “Dá-nos vontade de querer ler ainda mais”, sublinha [Johan Borghäll, professor universitário na Dinamarca]»

«O sueco que ficou perdido de amores por Fernando Pessoa» (Cristiano Ferreira, 2 jun. 2014)

Fugas

Artigo publicado no magazine Fugas do jornal Público, sobre os passeios literários “Lisboa com Fernando Pessoa” conduzidos por Fabrizio Boscaglia, organizados pela empresa Lisboa Autêntica, em colaboração com a Casa Fernando Pessoa, em Lisboa. Contém uma breve entrevista a Fabrizio Boscaglia.

«Há outras formas de ver Lisboa e o Porto» (4 mai. ’13)

Jornal de Negócios

«Trabalhando diariamente com os arquivos de inéditos pessoanos, Boscaglia afirma que estes “escondem surpresas para o futuro”. São algumas dessas surpresas que quer revelar no percurso.»

«Lisbon Revisited: Pelos olhos de Pessoa» (Diogo Cavaleiro, 28 mar. ’13)

Expresso do Oriente

«Os passeios realizam-se entre a Baixa e o Chiado e  vão ser guiados por Fabrizio Boscaglia, um investigador do centro de Filosofia da Universidade de Lisboa, que tem acompanhado o percurso do poeta.»

«Pessoa enriquece Turismo Lisboeta» (28 mar. ’13)

Time Out Lisboa

Artigo de Sara Picareta publicado no jornal Time Out Lisboa, sobre os passeios literários “Lisboa com Fernando Pessoa” conduzidos por Fabrizio Boscaglia, organizados pela empresa Lisboa Autêntica, em colaboração com a Casa Fernando Pessoa, em Lisboa.

«Passeio Lisboa com Fernando Pessoa» (Sara Picareta, 20-26 mar. ’13)

3) Sobre obra poética

Imprensa internacional

Spagine (Itália)

«La poetica di Fabrizio Boscaglia si fa carico di indicare lembi del pieno e sacche del vuoto. E’ verso che non teme il vuoto ma fa del vuoto l’alveo in cui parola e visione si forgiano, traghettano nel paesaggio in cui l’anima ri-torna per dire, per dir-si oltre ogni altra possibile ricerca.».

«Il ritorno dell’anima: tra versi e intenti di Fabrizio Boscaglia» (Anna Rita Merico, 30 set. ’22)

Circolare Poesia (Itália)

Leitura e comentário de poemas do meu livro «Il ritorno dell’anima» (Ladolfi, 2021) pelo poeta e romancista Mattia Cattaneo, no contexto do programa «Letture di fine estate».

«Letture di fine estate» (Mattia Cattaneo, 30 ago. ’22)

Farapoesia (Itália)

Recensão do meu livro de poemas «Il ritorno dell’anima» (Ladolfi, 2021), pelo editor Alessandro Ramberti, na revista literária italiana «Farapoesia», dirigida pelo próprio.

«Scampoli d’oltre / non fanno un ponte / ma smuovono onde.» (Alessandro Ramberti, 19 abr. ’22)

Atelier (Itália)

Recensão do meu livro de poemas «Il ritorno dell’anima» (Ladolfi, 2021), pelo escritor e crítico literário italiano Antonio Fiori, publicada na prestigiosa revista de poesia «Atelier».

«La poesia dell’anima di Fabrizio Boscaglia» (Antonio Fiori, 18 abr. ’22)

Farapoesia (Itália)

Uma seleção de cinco poemas do meu livro de poemas «Il ritorno dell’anima» (Ladolfi, 2021), pelo poeta italiano Luca Pizzolitto, na secção «It’s Friday» da revista literária italiana «Farapoesia».

«Cinque poesie da – “Il ritorno dell’anima” di Fabrizio Boscaglia» (Luca Pizzolitto, 8 abr. ’22)

Sguardo e Sogno (Itália)

Entrevista e conversa à volta do meu livro de poemas «Il ritorno dell’anima» (Ladolfi, 2021) no programa em vídeo «Poeti in dialogo» (Poetas em diálogo), com os poetas italianos Massimiliano Bardotti e Gregorio Iacopini.

«Poeti in dialogo, «Il ritorno dell’anima», con Fabrizio Boscaglia» (Massimiliano Bardotti, Gregorio Iacopini, 12 abr. ’22)

Sguardo e Sogno (Itália)

Leitura em vídeo de um meu poema do livro «Il ritorno dell’anima» (Ladolfi, 2021) no programa «Una poesia da» (Um poema de), pelo poeta italiano Massimiliano Bardotti.

«Una poesia da – “Il ritorno dell’anima” di Fabrizio Boscaglia» (Massimiliano Bardotti, 31 mar. ’22)

Di Sesta e di Settima Grandezza (Itália)

Quatro poemas inéditos, meus, em língua italiana, selecionados e publicados no blogue literário «Di Sesta e Settima Grandezza», pelo poeta italiano e pluripremiado Alfredo Rienzi. Os poemas são «Io», «Ombre» e dois poemas sem título.

«Fabrizio Boscaglia: quattro poesie inedite» (Alfredo Rienzi, 5 jan. ’22)

Margutte (Itália)

Uma seleção de poemas do meu livro «Il ritorno dell’anima», pela poeta italiana Silvia Rosa, na revista literária italiana «Margutte». Inclui passagens do prefácio do livro, pelo poeta Luca Pizzolitto, assim como outras informações biobibliográficas.

«Il ritorno dell’anima di Fabrizio Boscaglia» (Silvia Rosa, 27 dez. ’21)

Di Sesta e di Settima Grandezza (Itália)

Atenta e profunda recensão do meu primeiro livro de poemas «Il ritorno dell’anima» (Ladolfi, 2021), escrita pelo poeta pluripremiado Alfredo Rienzi, no seu blogue «Di Sesta e di Settima Grandezza – Avvistamenti di Poesia». O texto dele, escrito no idioma italiano, foca sobretudo nos aspetos espirituais dos meus versos, comentando citações dos poemas.

«Il sonno, la parola ed il risveglio» (Alfredo Rienzi, 13 dez. ’21)

La poesia e lo spirito (Itália)

Uma seleção de cinco poemas do meu livro «Il ritorno dell’anima», pela poeta italiana Raffaela Fazio, na revista literária italiana «La poesia e lo spirito».

«“Il ritorno dell’anima”, di Fabrizio Boscaglia, a cura di Raffaela Fazio» (Raffaela Fazio, 23 nov. ’21)

Il posto delle parole (Itália)

Entrevista áudio em italiano, conduzida pelo jornalista Livio Partiti, sobre o meu livro de poemas Il ritorno dell’anima (Ladolfi, 2021), no contexto do programa e podcast Il posto delle parole (O lugar das palavras). No link, para além do acesso gratuito ao áudio, há citações de versos meus assim como d prefácio do livro, assinado pelo poeta italiano Luca Pizzolitto.

«Fabrizio Boscaglia “Il ritorno dell’anima”» (Livio Partiti, 5 set. ’21)

Luca Pizzolitto – Un blog di poesia (Itália)

Uma seleção de três poemas do meu livro «Il ritorno dell’anima», pelo poeta italiano Luca Pizzolitto, no blogue literário deste escritor, que é também o prefaciador do referido livro.

«Fabrizio Boscaglia: tre poesie da “Il ritorno dell’anima”» (Luca Pizzolitto, 15 jul. ’21)

Imprensa nacional

Prosimetron

Artigo em português do blogue literário Prosimetron destaca o meu livro de poemas Il ritorno dell’anima (Ladolfi, 2021) com comentários, citações de versos e do prefácio do livro, assinado pelo poeta italiano Luca Pizzolitto.

«Leituras no Metro – 841» (MR, 7 ago. ’21)

Risocordeluz

«Poema-oração poderia ser a categoria atribuída ao primeiro livro de poesia de Fabrizio Boscaglia, ou pelo menos a alguns dos poemas. O livro, belíssimo, de uma delicadeza elegante no seu corpo material, tem por título Il Ritorno dell’Anima, e foi acabado de publicar pela editora italiana Giuliano Ladolfi Editore.»

«Entre Turim e Lisboa, o voo dos versos» (Risoleta Conceição P. Pedro, 13 jul. ’21)