Fernando Pessoa e Ibn al-‘Arabî

Vou dar uma palestra intitulada «Imaginação e misticismo em Fernando Pessoa e Ibn al-Arabî», no Colóquio Internacional “O Gharb al-Andalus nas raízes do misticismo de Ibn al-Arabî”, a 29 de abril na FCHS da Universidade Nova de Lisboa, às 15h15

Eis a sinopse do Colóquio, cujo programa completo encontra-se ao clicar aqui:

Este ano assinalam-se os 850 anos do nascimento daquele que é conhecido, em todo o mundo islâmico, como o Maior dos Mestres (Shaykh al-Akbar).

Ibn al-‘Arabî, nascido em Múrcia, acabou por ter ligações indirectas com o Gharb, já que daqui foram os seus primeiros mestres, de Loulé e de Mértola, Abu-l Ja’afar al-Orianî e Abu ‘Imran al-Martulî, respectivamente. Um outro forte elo que o relaciona com o ocidente peninsular, foi o facto de ainda ter sido a Ibn al-‘Arabî que foi entregue, por um filho de Ibn Qasî, o manuscrito da obra deste último e do qual subsiste, até hoje, uma cópia comentada pelo mesmo Ibn al-‘Arabî, em Istanbul.

Assim, pretende-se, com este Colóquio, além da evocação da figura e dos seus legados místicos e culturais, no al-Andalus e no demais do mundo islâmico, e não só, também procurar marcas de uma eventual simbiose, na Hispânia, entre o misticismo islâmico e outras formas superiores da cultura humana: a mística, a filosofia, a literatura, e a arte. É ainda objectivo deste Colóquio destacar aquilo que foi denominado como “a religião do amor” desenvolvida por Ibn al-‘Arabî.

Anúncios