Conto “árabe” de Fidelino de Figueiredo, na Nova Águia

No harém (conto árabe), do escritor e pensador português Fidelino de Figueiredo (1889-1967) foi publicado pela primeira vez em 1907 no Diário de Notícias (v. imagem), vindo a ser reeditado por Fabrizio Boscaglia no nº 19 da Nova Águia – Revista de Cultura para o Século XXI, cujo lançamento decorre na terça-feira dia 18 de abril na Sociedade de Geografia de Lisboa, às 16h.

«O sol sumira-se por detrás dos tezos alcantilados do horizonte. Sobre o cariz do sol moribundo desenhavam-se tristes as silhuetas do velho aqueduto romano e das almadenas das mesquitas; e os minaretes doirados rebrilhavam iluminados pela lua cheia. No ar pairava o aroma quente das laranjeiras e dos limoeiros; ao longe, saudosas, as noras gemiam e das almadenas os muezzins chamavam á oração.»

Fidelino de Figueiredo, No harem (conto arabe) [1907, reed. 2017]

Eis a referência completa da publicação: Fabrizio Boscaglia, «Orientalismo e Islão em Fidelino de Figueiredo: reedição do conto No harém», Nova Águia – Revista de Cultura para o Século XXI, 19, 2017, 254-264.

Nova Águia 019 - CAPA RGB

Anúncios