Um sábio árabe no espólio de Fernando Pessoa

fernando pessoa al cossar

Por volta de 1906, Fernando Pessoa escreveu um conto em inglês sobre filosofia islâmica, em que o protagonista ficcional é um velho sábio árabe chamado al-Cossar Este é descrito no ato de explicar o seu pensamento a um jovem interessado por questões filosóficas. Eis um excerto deste texto:

“Of the world everything can be said; of God nothing. Why, child? Because God alone exists and the world exists not, save in a sort of dream, a hard and bad dream, dear child.” “Ay God alone exists, not in the way men mean, not the God men conceive.”

Ao longo do texto, encontramos também referências diretas aos filósofos islâmicos:

Al-Kindi, the philosopher by name, Al-Farabi, Ibn-Bâdja of Saragoza, Ibn-Sina, who wrote of medicine, Ibn-Thofail, Al-Gazali, who findeth no truth in the words of thinkers and of sage, and Ibn-Roshd, whom we call Averroës

A presença da filosofia islâmica nos escritos de Pessoa emerge, ao longo deste conto fragmentário, como uma temática que abre novos caminhos para a investigação pessoana, tal como tentei brevemente sugerir na introdução deste material, publicado por mim na revista Pessoa Plural, disponível para leitura integraldownload  clicando aqui.

Anúncios