Sobre a biblioteca particular de Pessoa

Em 2008 e 2009, participei na digitalização da biblioteca particular de Fernando Pessoa, na Casa Fernando Pessoa. O projeto foi coordenado por Jerónimo Pizarro, Patricio Ferrari e Antonio Cardiello e levou à digitalização de cerca de 1300 livros pertencidos ao escritor português, lidos e anotados por ele.

Além de ser um arquivo de extrema importância para se compreender a formação e a erudição de Pessoa, esta coleção representa um autêntico tesouro em termos de documentos autógrafos pessoanos: anotações, comentários, marginalia, sublinhados e até prosas e poemas inéditos do autor.

Inúmeros são os elementos que se relacionam diretamente ou indiretamente com a escrita pessoana. Existem vários e surpreendentes casos de diálogo textual entre os livros lidos e os textos produzidos por Pessoa, como vários investigadores têm demonstrado.

Por isso, a biblioteca particular de Pessoa vem hoje a integrar o Espólio guardado na Biblioteca Nacional de Portugal, constituindo-se várias vezes como a chave para se perceber a génese e a formação da obra de Pessoa.

Após ter lido, num artigo de Patricio Ferrari, que o livro mais anotado por Pessoa é a obra de um poeta persa (Omar Khayyam, v. imagem), publiquei em 2013 na revista Pessoa Plural um estudo sobre o diálogo entre as leituras e a escrita de Pessoa acerca da cultura arábico-islâmica.

É possível ler e descarregar este meu artigo ao clicar no título:

«Fernando Pessoa leitor de Theodor Nöldeke. Notas sobre a recepção do elemento arábico-islâmico em Pessoa»

Trata-se de um exemplo, entre muitíssimos, da fecunda relação textual entre Pessoa-leitor e Pessoa-escritor.

Estudos deste tipo vão certamente e cada vez mais continuar a surgir, para nos oferecer um quadro mais completo de como, quando e em que circunstâncias a obra de Pessoa foi por ele pensada e escrita. Além disso, este tipo de abordagem oferece interessantes possibilidades comparativas.

A biblioteca particular de Fernando Pessoa está publicada no site da Casa Fernando Pessoa, em que se podem ler e descarregar imagens e documentos (pdf) dos livros originais, isto é, das páginas lidas e anotadas pelo poeta e pensador português.

*na imagem: Omar Khayyam, Rubáiyát of Omar Khayyám, The astronomer-poet of Persia rendered into english verse, transl. by Edward Fitzgerald, Leipzig, Bernhard Tauchnitz 1910 (Casa Fernando Pessoa, 8-296).

Anúncios